Você Sabe Como Calcular O 13° Salário?

Devido a pandemia do coronavírus, o Governo vem adotando diversas medidas com o intuito de ajudar os mais necessitados, trabalhadores e Micro Empreendedores.

Uma das medidas adotadas é a antecipação do 13° salário do INSS dos aposentados e pensionistas. A medida deve colocar em circulação mais de R$ 23 bilhões de reais.

Mas o que pouca gente sabe é como calcular o 13° salário. O décimo terceiro é usado para diversos fins, além de ajudar no combate ao vírus.

Várias perguntas vêm à cabeça: de que maneira a gente fica sabendo quanto vai receber? Qual é o valor que temos para receber?

Para responder essas perguntas e esclarecer outras dúvidas, fizemos uma lista de alguns pontos que devem ser esclarecidos e colocados na ponta do lápis para entender tudo que envolve o 13°. Isso é valido para o imposto de renda do INSS, por exemplo.

Esse artigo tem a finalidade de fazer o leitor entender todos os cálculos envolvidos. Essa é uma maneira de comparar se o pagamento está de acordo com o que se tem direito. Além disso, com os cálculos em mãos, o uso do dinheiro pode ser programado de uma melhor maneira.

Descontos do 13° salário

13° salário

Para ser ter uma boa ideia é entender por que os descontos variam de acordo com o salário atual.

Primeiro de tudo é o desconto do INSS, que é destinado para o Instituto Nacional do Seguro Social.

Para quem ganha até R$ 1.659, o desconto será de 8%. De R$ 1.659 até R$ 2.765, o desconto será de 9%. Para as pessoas quem ganham até R$ 5.531, desconto será de 11% na folha. E acima desse valor, o desconto será de R$ 608,44 (teto de impostos).

Já para os descontos de Imposto de Renda, os salários até R$ 1.903 não terão parcelas a deduzir. De R$ 1.903 até R$ 2.826, o desconto é de 7,5%. E até R$ 3.751, o desconto será de 15% e até R$ 4.664, o desconto será de 22,5%.

Para as pessoas que ganham acima de R$ 4.664, o desconto será de 27,5%, ou seja, R$ 869.

Veja também:

+ Curso gratuito de vigia e de porteiro. 

++ FGTS Digital disponível – confira.  

Hora extra

Outra coisa que deve ser bem entendida são as horas extras, adicionais noturnos e comissões. O 13° salário terá um valor proporcional em cima dessas características, desses “a mais que será recebido”. Tudo deve ser feito de forma proporcional e geralmente é pago na segunda parcela do benefício.

Para calcular o valor das horas é necessário somar todas as horas a mais trabalhadas e dividir pelo número de meses trabalhados. Em seguida, será necessário multiplicar pelo custo da hora extra.

Hora a menos

Outro ponto que também deve ser entendido é sobre o período que a pessoa não trabalhou o ano todo. Dessa forma, tem horas a menos trabalhadas. Essa situação deve ser calculada de forma proporcional na hora de receber o benefício.

Para calcular a primeira parcela é muito simples. O salário deve ser dividido por 12 e multiplicado pelo resultado de número de meses que trabalhou até novembro. Dessa forma, a primeira parcela será a metade desse valor, sem desconto algum.

Para a segunda a parcela, a conta será a mesma. Deve-se apenas descontar o INSS e o Imposto de Renda acima citados. O resulta será o valor do pagamento que será recebido em dezembro.

13° salário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.