Autônomo: 10 Maneiras De Comprovar O Tempo De Trabalho Por Idade

Muitos autônomos não sabem ou não conhecem, mas existem diversas formas de comprovar o tempo de trabalho exercido. Isso é explicado pelo fato de que esse profissional tem direito ao INSS – Instituto Nacional do Seguro Social.

Uma das grandes dificuldades que o autônomo tem é comprovar o tempo de trabalho. Isso acontece porque para receber a aposentadoria, ele deve ter contribuído com os pagamentos do INSS. Dessa forma, o próximo passo é comprovar.

Ao exercer atividades profissionais como autônomo, alguns trabalhadores acabam não contribuindo com o INSS e esses pagamentos acabam passando em branco.

A primeira boa notícia é que é possível quitar os débitos antigos. Dessa forma, é necessário haver a comprovação da atividade que exerceu durante o período que ficou em branco.

Nos post abaixo, vamos mostrar 10 maneiras de comprovar que o autônomo exerceu atividade profissional. Vale salientar que, além disso, é necessário levar duas testemunhas.

1 – Recibo de Prestação de Serviço

autônomo

Para comprovar o período que foi trabalhado, recibos da prestação de serviço podem ser utilizados. Lembrando que no recibo deve estar especificado o período trabalhado.

2 – Sindicato ou Conselho de Classe

O registro do conselho de classe ou em algum sindicato também terá validade como comprovação. Uma boa dica é entrar em contato com alguns desses órgãos.

Podemos citar dois exemplos: OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e CRM (Conselho Regional de Medicina). Esses dois órgãos sempre disponibilizam suporte aos seus associados.

3 – Correspondência Pessoal

Outro indicador do trabalho exercido pode ser uma correspondência da época. Mas ele deve conter o carimbo dos Correios e data.

4 – Declaração do Imposto de Renda

Um dos principais comprovantes do período de trabalho é a declaração do imposto de renda. Nele estão descritos todas as informações financeiras pessoais.

5 – Inscrição na Prefeitura

É muito comum que alguns autônomos façam a inscrição na prefeitura de sua cidade. Esse documento pode ser de suma importância se nele constar a descrição da atividade profissional, que deve ser regularizada pelo órgão de fiscalização em praticamente todos os municípios do país.

6 – Contratos de Instituições Bancárias

Muitos autônomos realizam empréstimos ou solicitam crédito de financiamento com instituições bancárias. Isso significa que esses contratos podem ser utilizados como comprovantes para o tempo de trabalho exercido. Mas é importante conter nele a profissão e comprovação da renda.

Veja mais:

+ 5 direitos que o aposentado tem ao continuar trabalhando. 

++ Empréstimo para Empreendedor Informal – consulte as condições. 

7 – Documento da Empresa

Outra maneira de buscar informações é no documento da empresa em que o serviço foi prestado. No entanto, e necessário que esse documento esteja registrado na junta comercial.

8 – Certidão de Nascimento dos Filhos

Caso a Certidão de Nascimento dos Filhos conste a atividade profissional, ele poderá ser usado como comprovante. E caso não haja, o profissional pode procurar o cartório local e solicitar o documento completo.

9 – Fotografia com Data

Nos dias atuais, até as fotografias podem ser usadas como comprovante de trabalho. Mas para isso, é necessário ter a data impressa na foto e claro, de forma original.

10 – Boletim de Ocorrência

O Boletim de Ocorrência pode ser usado como comprovante. Nesses casos, sempre é obrigatório estar descrita a profissão dos envolvidos.

autônomo

Aviso Legal!

O Consulta Beneficio consultabeneficio.com, não solicita em nenhuma situação quantia em dinheiro para liberação de qualquer tipo de produto financeiro. Não temos vínculo com as marcs divulgadas. Não somos instituição financeira. Somos um site de conteúdo informativo. Trabalhamos para manter todas as informações atualizadas sempre que possível. Você pode consultar essas informações nos sites das instituições/provedores financeiras oficiais.

Para mais informações sobre o Consulta Beneficio (consultabeneficio.com/disclaimer) acesse nosso aviso legal em consultabeneficio.com/disclaimer!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima